Piracanjuba

Facebook
Contato

Viva Bem

A importância de uma alimentação saudável para os idosos Saiba porque o consumo de frutas é tão importante para sua dieta diária.aiba como balancear sua alimentação para contribuir ainda mais para uma vida saudável.

Segundo o Estatuto brasileiro do idoso, os idosos são aqueles indivíduos com idade superior a 60 anos de idade. Nesta fase iniciam algumas alterações no funcionamento do corpo, como por exemplo: diminuição do ritmo do metabolismo, redução da disposição para a realização das atividades do dia a dia, alteração no paladar e apetite, substituição de massa muscular por gordura, diminuição da elasticidade da pele. Além disso, o uso contínuo de medicamento e alterações do metabolismo decorrente a doenças também pode causar mudanças no corpo do idoso.

Uma nutrição adequada colabora com um envelhecimento mais saudável. Para os indivíduos que visam qualidade de vida é importante atentar-se ao consumo de uma dieta equilibrada.

Alguns grupos de alimentos merecem destaques, entre eles estão:

Cereais integrais: além de fornecer energia, contém fibras que contribuem para o funcionamento do intestino e no controle da absorção de açúcares e gorduras. É recomendado consumir alimentos como: arroz integral, cevadinha, grão de trigo no almoço e jantar; pães integrais, cereais integrais, entre outros no café da manhã e lanches intermediários.

Frutas, verduras e legumes: principais fontes de vitaminas e antioxidantes, são essenciais para o equilíbrio do corpo, sistema de defesa e prevenção de doenças. Inclua um destes alimentos em todas as refeições.

Leites e derivados: principais fontes de cálcio, mineral que compõe os ossos, que precisam estar fortes nesta fase de vida. Comece seu dia com um copo de leite misturado com outro alimento de sua preferência e lembre-se de fracionar as refeições incluindo um lanche como iogurte ou bebida à base de leite.

Carne, frango e peixe: são fontes de proteína, nutriente que compões os músculos, tecidos e as células do sistema de defesa. O consumo insuficiente nos idosos é frequente, por isso merecem atenção. Além disso, as carnes são fontes de ferro, mineral importante para a saúde do sangue e prevenção de anemia. Existem diversas formas de incluí-los, e a melhor forma para não enjoar é mudar os cortes como desfiado, moído, em tiras, além dos filés tradicionais e ainda mudando as preparações.

Castanhas: fontes de antioxidantes, minerais e gorduras boas, também colaboram com a saúde e sistema de defesa. Inclua esses alimentos nos lanches intermediários em mix de castanhas e frutas secas ou em receitas como: salada, grelhados e sobremesas.

Água: a hidratação adequada ajuda no funcionamento do intestino, colabora para uma pele, unha e cabelos mais bonitos. Mantenha uma garrafa de água sempre a mão.

Associado aos cuidados com a alimentação é recomendado a prática de atividade e um estilo de saudável, tudo isso contribui para um envelhecimento com mais qualidade de vida.

REFERÊNCIAS

MORIGUTI, J.C.; MATOS, F.D.; MARCHINI, J.S.; FERRIOLLI, E. Nutrição no idoso. Disponível em: http://www.fmrp.usp.br/cg/novo/. Acesso em: 28  ago 2012.

VIEBIG, R.F.; PASTOR-VALERO, M.; SCAZUFCA, M.; MENEZES, P.R.Fruit and vegetable intake among low income elderly in the city of São Paulo, southeastern Brazil. Revista de Saúde Pública, vol. 43, n. 5, p. 1-7, 2009.

NASCIMENTO, C. DE M.; RIBEIRO, A.Q.; SANT?ANA, L.F.R. OLIVEIRA, R.M.S.; FRANCESCHINI, S.C.C.; PRIORE, S.E. Estado nutricional e condições de saúde da população idosa brasileira: revisão da literatura. Revista de Medicina de Minas Gerais, vol. 22, n.2, p. 174-180, 2011.