Nutrição

Gostamos de fazer bem o que te faz bem




Leite para adultos

29 DEZ 2016

A idade adulta é o estágio de vida mais longo, já que essa fase se inicia, aos 19 anos, após a adolescência, e termina aos 59 anos, ao tornar-se um idoso. De acordo com Censo brasileiro, mais da metade da população (56%) está dentro dessa faixa etária. Cuidar da saúde nesse período da vida é fundamental, pois o corpo já está formado, mas é preciso mantê-lo saudável para garantir o funcionamento adequado e qualidade de vida futura.

             Um dos hábitos mais importantes para uma vida saudável é uma alimentação equilibrada, baseada em alimentos variados em quantidades adequadas, já que a vida adulta é uma fase muito ativa profissional e pessoalmente. Alimentos que podem contribuir com o bom funcionamento do corpo e manutenção da saúde devido à sua composição natural é o leite e seus derivados. Veja algumas vantagens:

- Composição muscular: proteínas de boa qualidade e cálcio, essenciais para a formação e manutenção dos músculos, evitando a perda de massa e força dos músculos, característica do envelhecimento (sarcopenia);

- Saúde dos ossos: além de ser uma fonte de cálcio, também contém fósforo e magnésio, nutrientes envolvidos na manutenção e fortalecimento da saúde óssea, que pode ser prejudicada em decorrência de uma alimentação inadequada. Esses nutrientes são fundamentais para a manutenção dos estoques adequados para garantir melhor saúde óssea a partir da menopausa nas mulheres e andropausa nos homens;

- Hidratação: o leite é composto por 90% de água que contribui para manter a saúde dos tecidos do corpo, a temperatura corporal estável e auxiliar na absorção de nutrientes;

- Defesa do corpo: o leite contribui para o consumo adequado de vitamina A que, além de ser essencial para a saúde dos olhos, estimula a ação das células de defesa do corpo. Além disso, as proteínas do leite, depois de digeridas, são importantes na proteção do corpo;

- Proteção do coração: o consumo de lácteos pode ser um fator protetor contra infartos e doenças cardiovasculares, ou seja, contribui com a saúde do coração ao longo da vida.

             O Guia Alimentar para a População Brasileira recomenda o consumo de leite, principalmente, no café da manhã e lanches intermediários para ser consumido puro, com café ou batido com uma fruta, por sua composição naturalmente rica em nutrientes essenciais para manter a saúde! Ainda, a oferta de produtos sem lactose no mercado tem aumentado, permitindo que os intolerantes à lactose também possam aproveitar os benefícios do leite com segurança.         

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

  1.          I.            Bonjour JP, Kraenzlin M, Levasseur R, Warren M, Whiting S. Dairy in adulthood: from foods to nutrient interactions on bone and skeletal muscle health. J Am Coll Nutr. 2013;32(4):251-63.
  2.        II.            Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Censo demográfico.  2010.
  3.      III.            Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.  Guia alimentar para a população brasileira / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2. ed. – Brasília : Ministério da Saúde, 2014.
  4.     IV.            Hernádez-Ledesma B, García-Nebot MJ, Fernández-Tomé S, Amigo L, Recio I. Dairy protein hydrolysates: Peptides for health benefits. Int Dairy J. 2014;38:82-100.
  5.       V.            NEPA-UNICAMP. Tabela brasileira de composição de alimentos. 4. ed. rev. e ampl. Campinas: NEPA-UNICAMP,2011.
  6.     VI.            Pereira PC. Milk nutritional composition and its role in human health. Nutrition. 2014 Jun;30(6):619-27.
  7.    VII.            Qin LQ, Xu JY, Han SF, Zhang ZL, Zhao YY, Szeto IM. Dairy consumption and risk of cardiovascular disease: an updated meta-analysis of prospective cohort studies. Asia Pac J Clin Nutr. 2015;24(1):90-100.

 

Compartilhe

Mais Dicas de Nutricao

Ver Todas

O Ministério da Saúde informa: O aleitamento materno evita infecções e alergias e é recomendado até os 2 (dois) anos de idade ou mais.