Nutrição

Gostamos de fazer bem o que te faz bem




Importância do sono no controle de peso e qualidade de vida

16 NOV 2017

O sono é um estado no qual acontece perda momentânea da consciência e forte redução do contato com o ambiente; o que contribui para a conservação de energia, a restauração física e mental, a consolidação da memória, a manutenção do equilíbrio do organismo, entre outras.

            A falta de sono, caracterizada como ficar sem dormir absolutamente nada, mas pode ser representada por noites de sono com menos de 6 horas habitualmente, por exemplo, provoca aumento dos hormônios que estimulam a fome, e redução daqueles que estimulam a saciedade, aumentando o apetite, principalmente por alimentos mais calóricos. Acordada, a pessoa passa a ter mais tempo para se alimentar; sem dormir o suficiente, o cansaço aumenta, e a tendência é praticar cada vez menos atividade física. E somado a tudo isso, o corpo passa a ter mais facilidade para armazenar gordura, sendo esse o cenário perfeito para que ocorra aumento do peso corporal ou, no mínimo, para que a perda de peso seja dificultada.

            Além do cansaço e da falta de disposição, a falta de sono prejudica a memória, a capacidade de tomar decisões, o humor, o sistema de defesa do corpo, e altera o padrão de liberação de uma série de hormônios e a qualidade de vida. Por isso, é importante dormir bem, em quantidade e qualidade, para não sofrer as consequências que a privação de sono pode gerar.

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

 

  1. Gonnissen HK, Adam TC, Hursel R, Rutters F, Verhoef SP, Westerterp-Plantenga MS. Sleep duration, sleep quality and body weight: Parallel developments. Physiol Behav. 2013 May 3. [Epub ahead of print]
  2. Shlisky JD, Hartman TJ, Kris-Etherton PM, Rogers CJ, Sharkey NA, Nickols-Richardson SM. Partial sleep deprivation and energy balance in adults: an emerging issue for consideration by dietetics practitioners. J Acad Nutr Diet. 2012 Nov;112(11):1785-97.
  3. Tufik S. Medicina e biologia do sono. Barueri, SP: Manole; 2008.

Compartilhe

Mais Dicas de Nutricao

Ver Todas

O Ministério da Saúde informa: O aleitamento materno evita infecções e alergias e é recomendado até os 2 (dois) anos de idade ou mais.