Nutrição

Gostamos de fazer bem o que te faz bem




A importância do consumo de leite, queijos e iogurtes por idosos

29 DEZ 2016

A população idosa deve manter especial atenção à uma correta alimentação, afinal, nessa fase da vida é comum que ocorram mudanças socioeconômicas, fisiológicas (mudanças no paladar, por exemplo) que podem alterar o apetite e contribuir para algumas deficiências nutricionais. Entre os alimentos que não podem ser esquecidos pelos idosos estão o leite, os queijos e os iogurtes, afinal:

  • São as principais fontes de cálcio, um mineral fundamental aos idosos por ser responsável pela manutenção da saúde dos ossos ao longo de toda a vida;
  • Esses alimentos apresentam boa quantidade de vitamina A, essencial para a proteção do corpo, e muitos produtos lácteos são enriquecidos com vitamina D, a qual estimula a absorção do cálcio, contribuindo para manter a massa óssea adequada;
  • São fontes de proteínas de boa qualidade, importantes para atenuar a perda da massa muscular, muito comum nessa fase da vida, além de auxiliar no bom funcionamento do sistema de defesa do corpo;
  • O leite também apresenta um bom percentual de água, o que contribui para uma correta hidratação, essencial para a manutenção da saúde dos tecidos do corpo, para estabilizar a temperatura corporal e para diversas reações metabólicas, além de facilitar a absorção de nutrientes. Estudos científicos apontam que os idosos tendem a perder água e minerais com maior facilidade, por isso, o consumo de líquidos deve ser sempre incentivado.

A Pirâmide Alimentar Brasileira orienta o consumo diário de 3 porções de leite, queijos e iogurtes. No caso do leite, uma porção corresponde a 1 copo de 200mL, a porção do queijo é de, aproximadamente, 3 fatias de queijo mussarela ou 1 fatia grande de queijo minas, e a porção de iogurte corresponde a 1 ½ copo de requeijão.

 

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

Compartilhe

Mais Dicas de Nutricao

Ver Todas

O Ministério da Saúde informa: O aleitamento materno evita infecções e alergias e é recomendado até os 2 (dois) anos de idade ou mais.